Guarda Nacional

    Com a Regência instituída, uma das ações políticas imediatas, foi a criação da Guarda Nacional em 1831, para solucionar algumas das revoltas e reduzir a força do exército, já que não eram muito confiáveis nos governos dos Regentes.

    A Guarda Nacional foi criada em 18 de agosto de 1831 pelo o governo Regencial, para manter a ordem em todo Império, formando uma força fiel ao governo dos regentes no combates às rebeliões locais e as revoltas dos populares que ocorreu nesse período. A Guarda Nacional foi à principal base se sustentação militar da Regência já que o Exercito tinha sido reduzido, por participação dos militares em algumas das revoltas a favor da volta de D. Pedro I, o exercito representava uma ameaça para ordem política.

    Os regimentos eram formados nos municípios e eram submetidos ao juiz de paz, presidente de Província e o ministro da Justiça. O alistamento era obrigatório a todo brasileiro com poder censitário (poder de ser eleitor ou votante) com renda entre 100 a 200 mil réis, com idade entre 21 anos a 60 anos, depois modificado para 18 anos e menos 60 anos. Não havia soldo e cada soldado era obrigado a pagar pelo seu uniforme.

fotne primaria

      Ofício da justiça de 1832 nomeando, um Comandante Superior da Guarda Nacional através do Ministro da Justiça e secretário do Estado Diogo Antônio Feijó. Essa fonte primária inédita, um dos documentos localizados no Arquivo Nacional na Série Justiça, ofícios de nomeações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s